Informação e desinformação sobre o Coronavírus em Portugal

Este relatório analisa a forma como os portugueses reagiram ao Coronavírus/Covid-19 no período entre 12 e 15 de março de 2020 através das redes sociais e também nas pesquisas online, mas contextualiza essa informação com dados analisados desde fevereiro.

São abordadas a partilha de mensagens de desinformação sobre o Coronavírus/Covid-19 através da rede social WhatsApp, com o objetivo de identificar essas mensagens, o seu nível de viralidade e a sua veracidade ou desinformação, e é feita uma primeira abordagem aos novos grupos de Facebook criados para partilhar informações sobre o vírus/doença, com o qual se procura identificar as ações comunitárias em Portugal.

São igualmente analisadas as publicações dos principais media portugueses no Facebook e Twitter, e as interações que geram, bem como o movimentos de agregação de comunidades no Facebook à volta do tema Coronavírus/Covid-19. A atividade online dos portugueses em relação ao tema é complementado com uma análise às pesquisas no Google, de forma a tentar identificar as maiores preocupações dos portugueses perante a pandemia.

Esta investigação faz parte do projeto de “Monitorização de propaganda e desinformação nas redes sociais” do CIES-IUL. Participaram neste relatório os investigadores Gustavo Cardoso, Ana-Pinto Martinho, Inês Narciso, José Moreno, Miguel Crespo, Nuno Palma, Rita Sepúlveda.

NOTA: Substituição do ficheiro PDF com correção de gralha na lista de autores (página 1) 2020-03-24_1630.

[siteorigin_widget class=”WP_Widget_Custom_HTML”][/siteorigin_widget]
[siteorigin_widget class=”SiteOrigin_Widget_Button_Widget”][/siteorigin_widget]