Artigos de Opinião no Facebook – dezembro de 2019 a março de 2020

Em tempo de pandemia, portugueses preferem a opinião de especialistas.

Numa altura em que a pandemia de coronavírus domina a actualidade noticiosa, analisamos os artigos de opinião dos principais media portugueses e os autores que assumiram maior destaque no Facebook.

A análise aqui apresentada tem por base uma amostra de 5,043 artigos de opinião publicados entre 01/12/2019 e 22/03/2020 nos websites do Correio da Manhã, Diário de Notícias, Expresso, Jornal de Notícias, Observador, Público, Sic Notícias e TVI 24.

A medição da relevância que os artigos assumiram no Facebook foi medida através das interacções (partilhas, comentários e reacções) registadas em todas as publicações que partilharam o link dos artigos analisados.

Um dos objectivos desta investigação é perceber em que medida o contexto excepcional em que nos encontramos influencia o panorama da opinião nos media portugueses e a sua propagação no Facebook. Para isso, interessa começar por apresentar os resultados globais de todo o período analisado.

Uma das questões que emergiu desta análise foi a diferenciação entre autores regulares (média de 1 ou mais artigos publicados por semana no período entre 1 de Dezembro 2019 e 22 Março de 2020) e autores convidados (1 único artigo publicado no período entre 1 de Dezembro 2019 e 22 Março de 2020), tornando-se assim importante apresentar dados que contemplem essa distinção.

Autores regulares (média de 1 ou mais artigos publicados por semana) cujos artigos publicados contabilizaram mais interações no Facebook no período entre 1 de Dezembro 2019 e 22 Março de 2020.
Figura 1 – Autores regulares (média de 1 ou mais artigos publicados por semana) cujos artigos publicados contabilizaram mais interações no Facebook no período entre 1 de Dezembro 2019 e 22 Março de 2020.

A Figura 1 apresenta os autores regulares cujos artigos mais interações geraram no Facebook e a Figura 2 apresenta uma análise semelhante, embora excluindo o critério de periodicidade.

Autores cujos artigos publicados contabilizaram mais interações no Facebook no período entre 1 de Dezembro 2019 e 22 Março de 2020.
Figura 2 – Autores cujos artigos publicados contabilizaram mais interações no Facebook no período entre 1 de Dezembro 2019 e 22 Março de 2020.

Analisando a Figura 2 é possível verificar a existência de autores que, com um só artigo, geraram interações suficientes para constar entre os dez autores com maior destaque no Facebook. Como mostramos mais à frente, esta questão parece ser especialmente relevante em relação a assuntos ou fenómenos de grande mediatismo como é o caso do momento actual.

De forma a perceber as transformações e evolução da dinâmica dos artigos de opinião no Facebook, procedemos a uma análise semanal dos autores que assumiram maior destaque no Facebook nas últimas quatro semanas.

Autores cujos artigos publicados registaram mais interações no Facebook no período entre 24 Fevereiro e 1 de Março 2020.
Figura 3 – Autores cujos artigos publicados registaram mais interações no Facebook no período entre 24 Fevereiro e 1 de Março 2020.
Autores cujos artigos publicados registaram mais interações no Facebook no período entre 2 e 1 de Março 2020.
Figura 4 – Autores cujos artigos publicados registaram mais interações no Facebook no período entre 2 e 8 de Março 2020.
Autores cujos artigos publicados registaram mais interações no Facebook no período entre 9 e 15 de Março 2020.
Figura 5 – Autores cujos artigos publicados registaram mais interações no Facebook no período entre 9 e 15 de Março 2020.
Autores cujos artigos publicados registaram mais interações no Facebook no período entre 16 e 22 de Março 2020
Figura 6 – Autores cujos artigos publicados registaram mais interações no Facebook no período entre 16 e 22 de Março 2020.

Analisando as Figuras 3,4,5 e 6, verifica-se uma evolução gradual no tipo de perfil dos autores de opinião com maior destaque no Facebook. Se nas primeiras semanas analisadas os autores mais partilhados são sobretudo jornalistas e figuras políticas, a Figura 6 apresenta uma lista composta sobretudo por autores ligados a áreas técnicas e científicas: Carmen Silva (Enfermeira), Jorge Buesco (Presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática), António Costa Silva (Professor do Instituto Superior Técnico) e Gustavo Carona (Médico Intensivista e membro da organização Médicos Sem Fronteiras). Além do perfil técnico ou científico, estes autores apresentam outra característica diferenciadora que é o facto de terem uma participação muito pouco regular nas colunas de opinião, contrariamente aos autores em destaque nas semanas anteriores.

O aparecimento deste tipo de figuras da sociedade enquanto autores de opinião parece estar relacionado com ciclos mediáticos em torno de determinados fenómenos. No gráfico apresentado abaixo é apresentada a evolução no Facebook dos artigos de autores regulares (média de 1 ou mais artigos publicados por semana) e autores convidados (apenas 1 artigo em todo o período analisado).

evolução do número de interacções geradas no Facebook por artigos de opinião entre 1 de Dezembro e 22 de Março, apresentando a distinção entre autores regulares (média de 1 ou mais artigos publicados por semana) e autores convidados (autores com um único artigo publicado durante o período analisado)
Figura 7 – evolução do número de interacções geradas no Facebook por artigos de opinião entre 1 de Dezembro e 22 de Março, apresentando a distinção entre autores regulares (média de 1 ou mais artigos publicados por semana) e autores convidados (autores com um único artigo publicado durante o período analisado).

Na Figura 7 é visível o aumento muito acentuado de interacções com artigos de autores convidados durante o mês de março, contrastando com um declínio muito acentuado das interacções dos artigos de autores regulares. Para melhor compreender esta alteração é necessário olhar também a evolução do número de artigos publicados.

evolução do número de artigos de opinião publicados entre 1 de Dezembro e 22 de Março, apresentando a distinção entre autores regulares (média de um ou mais artigos publicados semanalmente) e autores convidados (autores com um único artigo publicado durante o período analisado)
Figura 8 – evolução do número de artigos de opinião publicados entre 1 de Dezembro e 22 de Março, apresentando a distinção entre autores regulares (média de um ou mais artigos publicados semanalmente) e autores convidados (autores com um único artigo publicado durante o período analisado).

Analisando a Figura 8, verifica-se um aumento acentuado de publicações de autores convidados a partir de 14 de março. No entanto, esse aumento acontece numa data posterior ao aumento das interacções registado na figura 7, sugerindo que o aumento de interações não se deveu apenas ao aumento de artigos publicados. Olhando para o número de artigos de autores regulares, percebe-se que o declínio não se deve a uma diminuição do número de publicações, sugerindo assim a existência de uma alteração nos padrões de leitura e partilha dos internautas.

Observa-se ainda a existência de um pico de interacções nos artigos de autores convidados a meio do mês de fevereiro que, consultando os artigos recolhidos, percebe-se estarem relacionados com o debate em torno da Eutanásia e do caso Marega, jogador de futebol que abandonou o campo por causa de insultos racistas provenientes da bancada. Como referido anteriormente, este tipo de fenómenos mediáticos aparenta estar relacionado com o aumento das interacções em torno da opinião de autores que, pelo seu perfil ou competências, são convidados a dar a sua opinião sobre assuntos da actualidade.

Tendo em conta a alteração do perfil dos autores em maior destaque na semana de 16 a 22 de Março, Interessa ainda perceber quais os artigos de opinião com mais interações no Facebook nesse período:

Público – 17 Março 2020
Isolamento social: um teste à saúde mental das mães
Carmen Garcia (Enfermeira)
36,211 Interacções

Observador – 17 Março 2020
Subitamente, a esperança chega de Itália
Jorge Buescu (Matemático)
27,975 Interacções

Público – 17 Março 2020
Coronavírus: o cisne negro da modernidade
António Costa Silva (Professor Universitário)
15,333 Interacções

Público – 16 Março 2020 O vírus do bem comum
Gustavo Carona (Médico)
10,949 Interacções

Expresso – 17 Março 2020
Estado de emergência contra a disciplina voluntária
Daniel Oliveira (Jornalista)
10,103 Interacções

De forma a detectar possíveis diferenças entre os temas mais abordados por autores regulares e autores convidados, procedeu-se a uma categorização do conteúdo dos artigos publicados na semana de 16 a 22 de março com recurso à plataforma de inteligência artificial IBM Watson:

Conceitos presentes em artigos dos autores regulares, ordenados tendo em conta a relevância e o somatório das interações dos artigos em que os conceitos foram identificados. A identificação e relevância de cada conceito foi efectuada através da Watson NLU API.
Figura 9 – Conceitos presentes em artigos dos autores regulares, ordenados tendo em conta a relevância e o somatório das interações dos artigos em que os conceitos foram identificados. A identificação e relevância de cada conceito foi efectuada através da Watson NLU API.
Conceitos presentes em artigos dos autores convidados, ordenados tendo em conta a relevância e o somatório das interações dos artigos em que os conceitos foram identificados. A identificação e relevância de cada conceito foi efectuada através da Watson NLU API.
Figura 10 – Conceitos presentes em artigos dos autores convidados, ordenados tendo em conta a relevância e o somatório das interações dos artigos em que os conceitos foram identificados. A identificação e relevância de cada conceito foi efectuada através da Watson NLU API.

Analisando as Figuras 9 e 10 percebe-se a existência de um maior enfoque nas questões económicas e políticas por parte dos autores regulares e uma maior atenção para questões relacionadas com a saúde e epidemia por parte dos autores convidados. Estas diferenças nas temáticas com os quais os utilizadores do Facebook mais interagiram sugere que, além do perfil do autor, essa diferenciação pode também influenciar as alterações nos padrões de interacção enunciados anteriormente.

Nota metodológica

Os dados utilizados neste estudo foram recolhidos através da extração automatizada dos artigos das secções de opinião dos websites dos media analisados (Correio da Manhã, Diário de Notícias, Expresso, Jornal de Notícias, Observador, Público, Sic Notícias e TVI 24). As interacções de cada artigo no Facebook foram recolhidas através da Facebook Graph API que permite obter as métricas das interações de um determinado URL em toda a plataforma. A análise do conteúdo para extracção dos principais conceitos presentes nos artigos recolhidos foi realizada com recurso à integração da API Natural Language Understanding disponibilizada pelo serviço de inteligência artificial da IBM. As métricas do Facebook apresentadas são referentes à data de 22 de março podendo ter existido alguma evolução desde essa data.

O Barómetro de artigos de opinião no Facebook é desenvolvido no MediaLab Cies_Iscte. É coordenado e codificado por Gustavo Cardoso e Nuno Palma.


OBSERVAÇÃO (2020-04-02) – Foi corrigida uma pequena gralha na legenda da figura 4 e editadas hiperligações em partes do texto e nota metodológica. Foi também adicionado parágrafo sobre a equipa no final da mesma nota (16:17).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.